Skip links

Buenos Aires e Quito demonstram sua liderança em estratégias locais para cumprir o Acordo de Paris

De acordo com relatórios de organizações internacionais, os compromissos (NDCs) que os países que fazem parte da Conferência das Partes voluntariamente fizeram após a assinatura do Acordo de Paris ainda são insuficientes para limitar o aumento da temperatura do planeta a 1,5 graus para 2050, objetivo contemplado no Acordo de Paris.

Para atingir o objetivo, mais de 9.000 cidades ao redor do mundo estão envolvidas na luta contra a mudança climática no âmbito do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia (GCoM), a maior aliança global de cidades e governos locais comprometidos voluntariamente para deter o aquecimento global, e 70 deles já estão desenvolvendo estratégias a longo prazo para reduzir as emissões até 2050.

Um exemplo do compromisso para o cumprimento dos acordos é o das cidades de Buenos Aires e Quito, que recentemente pediram esforços adicionais por parte das nações, com o apoio de atores locais e regionais, o que permitirá lutar de maneira mais eficaz contra as alterações climáticas.

Por ocasião da primeira Cúpula de Prefeitos Urban 20 e pelo Pacto Mundial de Prefeitos pelo Clima e Energia, representantes de ambas as cidades estão reunidos em Buenos Aires com representantes da União Europeia (UE), das cidades do Grupo de Liderança Climática do C40 (C40) e do ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade. O objetivo é discutir as soluções propostas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) em todos os níveis da América Latina e a importância de ampliar o diálogo multinível e a integração vertical das autoridades locais nos planos nacionais de investimento climático, o que permitiria às cidades expandir os fundos para lidar com as mudanças climáticas e implementar ações locais.

Assistem à sessão “Localizando o Acordo de Paris: Soluções multinível nas cidades da América Latina”, organizada pelo ICLEI América do Sul, C40 e a Cidade de Buenos Aires, o Secretário de Governo para o Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Argentina, Sergio Bergman, o Ministro do Ambiente e espaço público do Governo da Cidade de Buenos Aires, Eduardo Macchiavelli, o Embaixador da União Europeia na Argentina, Aude Maio-Coliche, o prefeito de Quito, Mauricio Rodas, e a especialista em Mudanças Climáticas do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Jennifer Doherty-Bigara. A reunião é moderada pela Presidenta e Membro do Conselho Honorário do ICLEI América do Sul, Patricia Kranz.

O encontro se enquadra na Primeira Cúpula dos Prefeitos Urban 20, que acontecerá hoje e amanhã em Buenos Aires. Urban 20 é uma nova iniciativa liderada pelo movimento C40 e a organização Cidades e governos locais unidos (CGLU), uma iniciativa que procura estabelecer-se como a voz dos governos locais e regionais no mundo. O objetivo da reunião Urban 20 é ajudar cidades ao redor do mundo a desenvolver soluções inclusivas para combater ameaças globais como as alterações climáticas, a integração social ou o futuro do trabalho, e promover a participação ativa dos prefeitos no processo G20, posicionando a sua agenda e prioridades nas dos governos nacionais.

No primeiro dia da cúpula, são realizadas reuniões com foco em temas como o clima, o futuro do trabalho, a integração social, o empoderamento das mulheres e o acesso ao financiamento. Na terça-feira, 30 de maio, os prefeitos farão suas recomendações sobre essas questões ao presidente da Argentina e anfitrião do G20, Mauricio Macri.

A União Europeia confirma o seu compromisso contra o aquecimento global. “Reconhecemos que as cidades são elementos chave para alcançar o sucesso do Acordo de Paris. Por isso, apoiamos a implementação do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, através do Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) “, disse o embaixador da União Europeia na Argentina, Aude Maio-Coliche.

Join the Discussion

Return to top of page